Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título/Title/Titulo

Células-tronco mesenquimais derivadas da medula óssea e osso esponjoso: potenciais candidatas na formação de um nicho hematopoético heterotópico

Introdução/Introduction/Introdución

O nicho hematopoético é um microambiente dotado de diferentes tipos celulares, fatores solúveis e condições específicas de fluxo sanguíneo e tensões de oxigênio que juntos regulam o estado de quiescência e a capacidade de autorrenovacão e diferenciacão das células-tronco hematopoéticas (CTHs). Acredita-se que dentre as diferentes populações ali presentes, as células-tronco mesenquimais (CTM) exerçam grande contribuição na regulação e sustentação deste microambiente por meio da sua atividade parácrina e o seu potencial de diferenciacão em linhagens mesodérmicas. Diante disto, as CTM são vistas como auxiliares em potencial para a construção de organoides para atuarem como modelo de estudo.

Objetivos - Metodologia - Resultados - Discussão dos Resultados/Objectives - Methodology - Results - Discussion of Results/Objetivos - Metodología - Resultados - Discusión de los resultados

O objetivo deste trabalho foi isolar e caracterizar CTM humanas de dois compartimentos medulares (osso esponjoso e medula óssea) visando o uso como candidatas na formação de um nicho hematopoético heterotópico. Para tanto, as CTMs isoladas do osso esponjoso metafisário humano (CTM-OE, n=3) e da medula óssea (CTM-MO, n=3) foram cultivadas sob condições de hipóxia e caracterizadas quanto ao perfil imunofenotípico, capacidade de diferenciação mesodérmica, potencial de proliferação, migração e expressão gênica em relação à manutenção e suporte do nicho hematopoético. Os OE coletados também foram caracterizados quanto à presença do marcador estromal progenitor CD146 por imunohistoquímica. Ambas as populações estudadas apresentaram características condizentes com CTM como aderência ao plástico e morfologia fibroblastoide. O perfil imunofenotípico demonstrou uma população com altos níveis (mais de 90%) dos marcadores mesenquimais CD73, CD90, CD105, HLA-ABC e CD146, baixos níveis ou ausência (menos de 2%) dos marcadores hematopoéticos CD45, CD14, CD34, HLA-DR e do marcador endotelial CD31. Em relação a capacidade de diferenciação mesodérmica, tanto as CTMs-MO quanto CTMs-OE, foram capazes de se diferenciar em adipócitos, osteócitos e condrócitos, sendo que as CTMs-MO apresentaram maior grau de diferenciação adipogênica enquanto que as CTMs-OE um maior potencial de diferenciação osteogênica. Os ensaios de doubling time e migração sugerem que as CTMs apresentam um potencial proliferativo e migratório semelhantes. Ambas populações de CTMs expressaram altos níveis de transcrição de genes relacionados ao nicho hematopoético: PTGES, FGF-2 , VEGF-C , GREM-1 e BMP-4 ,TGF-β1, HGF , VEGF-A , VCAM , RUNX-2, BGLAP e CXCL12. Foi demonstrado marcação positiva para o CD146, in situ, sugerindo que essa região (nos quais foram isoladas as CTMs) pode estar enriquecida por células estromais progenitoras. Portanto, os resultados obtidos até o presente momento demonstram que as células isoladas da MO e do OE podem ser caracterizadas como CTMs, e ambas demonstraram potencial proliferativo semelhante e expressão de genes associados a manutenção do nicho hematopoético, tornando-as candidatas em potencial para auxiliar na construção de um nicho hematopoético heterotópico.

Considerações Finais/Final considerations/Consideraciones finales

Ambas CTMs isoladas do mesmo microambiente medular porém de compartimentos diferentes, apresentam peculiaridades promissoras para seu uso em estudos de bioengenharia tecidual e terapia celular, podendo futuramente beneficiar a aplicação clínica destas células em medicina regenerativa. Como etapas futuras, tem-se a coleta de novas amostras e a padronização do cultivo desta CTMs em um biomaterial para construção do organoide in vitro e in vivo.

Palavras-chave/Key words/Palabras clave

Células-tronco mesenquimais da medula óssea; células-tronco mesenquimais do osso esponjoso; nicho hematopoético; nicho hematopoético heterotópico.

Área

Mesenchymal stem cells/adultas

Autores

FERNANDA URSOLI FERREIRA, Péricles Natan Mendes Costa, Felipe Augusto Rós, Rafaela Rossetti, Rogério Gomes, Fabrício Fogagnolo, Simone Kashima, Dimas Tadeu Covas