Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título/Title/Titulo

HIDROGEL QUITOSANA REFORÇADO COM BIOVIDRO PARA APLICAÇÕES ORTOPÉDICAS

Introdução/Introduction/Introdución

INTRODUÇÃO. Os biomateriais disponíveis hoje no mercado são baseados em “scaffolds”, ou seja, poros
interligados feitos de materiais biocompatíveis que permitem a passagem de células e a promoção da
bioregeneração. Esse modelo funciona para problemas menos complexos, como preenchimentos ósseos.
Porém a engenharia de tecido caminha para simular o ambiente do corpo humano, incorporando células, fatores
de crescimento e nutrientes aos biomateriais. Para tanto, os “scaffolds”, devido sua baixa permeabilidade,
mostram-se insuficientes. Uma nova abordagem que as substituem são os hidrogéis que permitem facilmente
imitar a matriz extracelular com excelente dispersão celular e fácil prototipagem por bioimpressoras, tendo
como desvantagem baixa estabilidade mecânica. Por isso, é vantajosa a fabricação de um biocompósito. A
seleção de material nesse caso é pensada de maneira a conferir algumas características importantes para
aplicações médicas como ósseo indução, vascularização, pesticida e anti-inflamatória. Levando em
consideração o presente cenário, o trabalho propõe a criação de um hidrogel de quitosana reforçado com
biovidro para aplicações ortopédicas.

Objetivos - Metodologia - Resultados - Discussão dos Resultados/Objectives - Methodology - Results - Discussion of Results/Objetivos - Metodología - Resultados - Discusión de los resultados

OBJETIVOS.Objetivo Geral. Confecção de um hidrogel de quitosana reforçado com biovidro para
aplicações ortopédicas.Objetivos Específicos.Avaliar a interação entre matriz e reforço;Avaliar a
bioatividade do compósito.METODOLOGIA.Materiais.Quitosana, massa molecular de 2x10e5 Dalton e
grau de desacetilação de 87%.Sal fosfato dissódico de glicerol – Reticulante físico e ajuste de pH. Genipina
(nome IUPAC: metil-2-hidroxi-9-(hidroximetil)-3-oxabiciclonona-4,8-dieno-5-carboxilato)- Reticulante químico. •
Bioglass® 45S5 em forma de pó produzido pela Vetra Brazil. Método. Dissolve-se 2,0g do polímero em 100
mL de solução aquosa de ácido acético (0,5%, v/v), e submete-se à agitação magnética, a temperatura ambiente,
por um período de 24 horas para garantir a completa dissolução do polímero. Filtra-se a amostra para remoção
de qualquer material insolúvel e mede-se o pH que deve estar em torno de 5,5. Adiciona-se 6g do pó de biovidro
(Luz e Mano, 2012). Depois, dissolveu-se fosfato dissódico de glicerol em água destilada. Esse, é adicionada a
solução de quitosana gota a gota, sob agitação magnética até ter 1,5g do sal na solução quitosana a um pH de
7,4. Caso houver necessidade, adiciona-se mais da solução até atingir o valor de pH. A essa solução, adiciona-
se a genipina em pó na concentração de 0,15% em massa. Deixa-se a amostra maturando por 24 horas e então
a mistura é aquecida a 37 ºC em estufa, originando o hidrogel fisicamente/quimicamente co-reticulado. Todos
os hidrogéis são obtidos em molde de silicone, com poços cilíndricos de diâmetro de 15 mm e altura de 10 mm.
3.3 Caracterização. A morfologia e estrutura são avaliadas por microscopia eletrônica de varrimento (Scanning
Electron Microscopy), microscopia eletrônica de varrimento ambiental (Environmental Scanning Electron
Microscopy), porosimetria de intrusão de mercúrio e espectroscopia de infravermelho por transformada de
Fourier (Fourier Transform Infrared Spectroscopy), FTIR. A quantificação da extensão da reação de reticulação é
determinada por ensaio da ninidrina. Como o intuito é de aplicações biomédicas, são avaliadas a
degradabilidade, capacidade de absorção de água e citotoxicidade.

Considerações Finais/Final considerations/Consideraciones finales

O trabalho esta em fase de desenvolvimento, devido a este fato, não se tem nenhum resultado conclusivo.

Palavras-chave/Key words/Palabras clave

biomaterial - hidrogel - quitosana - medicina regenerativa - ortopedia

Área

Biomaterials

Autores

DANIEL LAUXEN SPOHR